segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Línguas de Perguntar In "Voz do Minho" (15.10.2008)

O Línguas de Perguntador é “bisbilhoteiro”? Não! Só gostamos de perguntar e de procurar as respostas. Na verdade, o que fazemos pela Escola Secundária/3 de Barcelinhos não é “só para inglês ver”! Cá pelo Clube da Língua Portuguesa intrigava-nos que não nos dessem muita atenção, que não nos quisessem ouvir…Caso para dizer: “Falamos nós ou chia o carro?”. Afinal de contas, “trabalhamos como galegos” para realizarmos as actividades e para escrevermos estas crónicas em que procuramos espevitar a curiosidade das pessoas e dar a conhecer os significados das expressões que tradicionalmente são usadas pelos portugueses e, claro, pelos leitores barcelenses, já que é para eles que escrevemos, e que podem (e devem) escrever para o "Línguas de Perguntador" para colocar as dúvidas e as curiosidades que têm sobre a língua portuguesa – nós prometemos responder. Hoje falaremos das expressões “Só para inglês ver”, “Falamos nós ou chia o carro?” e “Trabalhar como galegos”. Que significam e de onde terão surgido? Bem, nós temos algumas respostas. A expressão “para inglês ver” significa que é algo sem validade real, apenas para efeitos de imagem ou aparência. Esta expressão surgiu em 1831 quando o Brasil, pressionado pela Inglaterra, promulga uma lei que proíbe o tráfico negreiro declarando livres os escravos que lá chegassem e punindo severamente os importadores. Face a esta situação, comentava-se na Câmara dos Deputados, nas casas e nas ruas, que o Ministro da época fizera uma "lei para inglês ver", ou seja, para não ser efectivamente cumprida. Já a pergunta-ameaça “falamos nós ou chia o carro?” é uma expressão que prevalece em muitas freguesias barcelenses nos dias de hoje, e que procura expressar o desagrado pelo facto de a pessoa a quem nos dirigimos não prestar a devida atenção ao que dizemos. Qual seria originalmente o contexto de uso deste dito? Não conseguimos (ainda) encontrar a resposta. Por fim, o uso da expressão “trabalhamos como galegos” tem origem na época em que o povo da nossa vizinha Galiza vinha trabalhar para Portugal, a fim de superar as dificuldades económicas, e arranjava apenas trabalhos duros. Hoje o movimento migratório continua, mas em sentido inverso, pois agora parece que afinal de Espanha não vem só mau tempo e mau casamento! Bem, para a semana o Clube da Língua Portuguesa voltará com a crónica “Línguas de Perguntador” e com mais boa “bisbilhotice” acerca da nossa Língua. (CLP: Ana Isabel Lopes e Anabela Cardoso (12ºF)) lperguntador@gmail.com

2 comentários:

Cláudia, 12ºF disse...

Muito bem escrito. E muito interessante! Muito bem "moças". ;)

Alves disse...

Fantastico :O PARABENS !