quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Sim, a escola tem de ser isto...

Lugar central de estudo, de esforço, de trabalho, de disciplina, de aquisição de conhecimentos, de partilha, de crescimento intelectual e de aprendizagem da cidadania. Escola e professores a precisarem de uma urgente e efectiva repromoção social e simbólica. É preciso, sim.

6 comentários:

Cunha disse...

Sim, a escola é isto tudo. É um conjunto de coisas que nos fazem pessoas melhores, tanto social como intelectualmente. É uma forma de nos prepararmos para o futuro mas esta preparação só será possível com bons meios.

Catarina disse...

A escola é a segunda casa de muitos alunos e professores. Sei-o muito bem, assim como reconheço a necessidade que existe de reconhecimento de todos os que diariamente contactam com os alunos. Sem excluir todos os outros que trabalham nas escolas(todos são importantes e ficam na memória de cada uma), são os professores que têm mais contacto com os alunos. Infelizmente, a profissão de professor está bastante desacreditada e incorrectamente. Por muitas vezes são os professores que têm o papel de pais para alguns alunos, de conselheiros, de amigos (alguns tornam-se verdadeiros amigos, de uma infinidade de coisas para as quais nenhuma licenciatura os ensinou. Destacar este papel dos professores é fundamental e daí a necessidade de que existam todos os meios, materiais, tempo e espaço, para que o professor posso actuar em todos os seus "papéis".

Um obrigado muito especial à Professora Aida por ter desempenhado tão bem alguns destes papéis na minha vida.

Beijo

AidaLemos disse...

Obrigada, meninos. E vejo que o trabalho não foi nada em vão :-)
Beijinhos

AidaLemos disse...

Obrigada, Catarina. Beijinhos

Bruno Micael disse...

Acho que já se disse tudo aqui mas cá vai =D: a escola não é apenas um conjunto de lições e de matérias, faz-se também de amizades, de intercâmbio de cultura, de partilha de conhecimento.

É esse o motivo da escola ser como é: "uma segunda casa", onde os alunos têm de se sentir bem como são: com as suas individualidades, com os seus afazeres. Não deve ser vista como uma obrigação para se atingir um fim, mas sim, ser um fim em si mesmo.

Não é preciso enumerar quantas vezes os professores (alguns) e amigos (muitos) são nossos pais, dão opiniões que podem mudar a orientação de uma vida. Os professores passam a ser amigos e confidentes, alavancas para a mudança.

Tal como a Catarina disse, "nenhuma licenciatura os ensinou" a serem amigos dos alunos, visto que uma amizade duradoura não se ensina, constrói-se, vive-se, e por vezes, divaga no tempo e encontra-se meses ou anos depois, como se nada tivesse passado.

Aprendamos pois, a dar valor a uma classe que sabe dar aquilo que tem para dar.

"Stora": embora este seja o blogue do Clube da Língua Portuguesa, envio um キス (beijo) e um 抱擁 (abraço) para si e para todos e todas os membros do CLP: que continuem a mostrar que o clube vale por si, sem falsas modéstias.

Catarina disse...

Após as palavras do nosso mui querido Mika, só me apetece dizer:

Mika, tu és o maior da tua aldeia!!

Beijos, o CLP continua no nosso coração