segunda-feira, 11 de agosto de 2008

...e bebe-se o alento até de um copo sem fundo...

1 comentário:

Miguel Ângelo disse...

... e vem-nos à memória uma frase batida...
Um poema magnífico só fica bem numa música assim.